Entenda a realidade na Emgepron.

Entenda a realidade na Emgepron.
Observem: Nesse Blog não há intenção de denegrir ninguém. A ideia é tornar pública as injustiças e estimular a luta por justiça. As referências feitas a pessoas são meramente por situações ocasionais e contextuais que ajudam ou, muitas das vezes, dificultam essa tão sonhada justiça, situações típicas de "ligar o milagre ao santo" que o praticou. O Blog se destina a crônicas, opiniões, desabafos e comemorações sobre a vitória dos Trabalhadores sobre a Injustiça.

DOCUMENTO PUBLICADO EM 23 DE AGOSTO DE 2014.

DOCUMENTO PUBLICADO EM 23 DE AGOSTO DE 2014.
DOCUMENTO DO 1° DN À PROCURADORA ISABELA TERZI DO MPT/ADMINISTRAÇÃO DA ESTATAL CONTRATOU O ADVOGADO DE 1 MILHÃO QUINHENTOS E QUARENTA E OITO MIL REAIS PARA ANULAR A SENTENÇA TRANSITADA EM JULGADO.

sexta-feira, 28 de agosto de 2015

Jesus é o Primeiro trabalhador a ter seu Piso Salarial reajustado igual ao da CCT/SINAVAL pela Administração da Estatal. Uma justiça aos trabalhadores que começa a ser tornar realidade através de Órdem Judicial.

Jesus tem tido sua causa trabalhista defendida pela Doutora Regina Peres de Abreu, de Niterói.

Segundo os Advogados que têm defendido as ações individuais dos Trabalhadores, o prazo da Sentença que tramitou em Julgado em 2013, no TST, termina agora, em SETEMBRO de 2015. 

   
Segundo a Juíza Gláucia (áudio), ela não aplicará sentença coletiva nesse Processo coletivo 0168800-03-2005-5-01-0021. Na opinião da Juíza Gláucia, é obrigação de cada Trabalhador pedir esse direito individualmente na Justiça. Mas a Execução de qualquer sentença tem prazo de dois anos, depois caduca. O assunto sobre a validade da sentença é polêmico, mas é melhor não bobear (leia).

  Senhor Deputado Federal Chico Alencar (em respeito ao Projeto de Lei 1.128/2011),senhor Deputado Federal Décio Lima (em...

sexta-feira, 21 de agosto de 2015

Thiago, serralheiro, teve reconhecido na Justiça seu direito a Piso Salarial+Benefícios iguais aos da CCT/SINAVAL.

Thiago é o Segundo Trabalhador que temos conhecimento ter direito a piso salarial e benefícios iguais ao da CCT/SINAVAL.


DIRETORIA DE CONTAS DA MARINHA: RELATÓRIO DE AUDITORIA DE GESTÃO Nº 06/2012 (NA EMGEPRON).

NESSE TRECHO, ACIMA, NO RELATÓRIO, NA PÁGINA DA CCIMAR, FAZ MENÇÃO DIRETA ÀQUELA ABERRAÇÃO ADMINISTRATIVA ONDE CENTENAS DE COMPANHEIROS DE TRABALHO FORAM DEMITIDOS EM MASSA.

TENTANDO ANTEVER AO MINISTÉRIO PÚBLICO A REPETIÇÃO DO ATO, ESCREVI ME ANTECIPANDO À AMEAÇA COMUNICANDO ISSO À PROCURADORA ISABELA TERZI NESSA POSTAGEM: http://metalurgicosdaemgepron.blogspot.com.br/2015/08/mensagem-da-peticao-enviada-procuradora.html.


Balanço Patrimonial 2014 (relatório de gestão). 
                                   


quinta-feira, 20 de agosto de 2015

MENSAGEM DA PETIÇÃO ENVIADA À PROCURADORA DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO ISABELLA TERZI.

EXCELENTÍSSIMO(A) SENHOR(A) PROCURADOR(A)
DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO

Procedimento IC 002852.2014.01.000/8


A Emgepron é empresa pública vinculada à Marinha do Brasil por intermédio do Ministério da Defesa. Os Empregados dessa Estatal trabalham em todo tipo de apoio à Marinha do Brasil em suas Organizações Militares como o Arsenal de Marinha do Rio de Janeiro-AMRJ, Fábrica de Munição Almirantte Jurandyr da Costa Müller de Campos-FAJCMC, Laboratório Farmacêutico da Marinha-LFM, dentre outras Organizações.

Excelência, há a iminência de demissão em massa de Empregados da Estatal Emgepron.

quinta-feira, 13 de agosto de 2015

Data da Audiência no Ministério Público/Rumores de Demissão em Massa/Deputado Federal



A audiência no Ministério Público será no dia 24 de Agosto:

    Companheiros, me sinto em meio ao ano de 2011, naquela nefasta demissão em massa de quase três centenas de Empregados da Emgepron...   Em todo canto do AMRJ vejo trabalhadores atemorizados, cabisbaixos, amedrontados.... Em todo canto, no AMRJ, se perguntam sobre se os "rumores" de demissões em massa dos Empregados da Emgepron no AMRJ  são verdadeiros. Segundo o Trabalhador Shadow (um antigo comentarista do Blog), os rumores de demissão em massa são fatos, também, na Fábrica de Munição da Marinha do Brasil (FAJ).

sexta-feira, 7 de agosto de 2015

Informação aos Trabalhadores que estão com Ações Individuais: "Boatos sobre demissão em massa (cabrita)", "Valor do Contrato de Renovação Arsenal de Marinha e Emgepron 2016", "Relatório de Gestão e a Liquidez Financeira da Estatal".



Lei Federal, assinada pela então Ministra Miriam Belchior, que destinou Recursos Federais às Estatais Emgepron e Docas:

Lembro-os: Segundo os Advogados que têm defendido as ações individuais, o prazo da sentença que tramitou em Julgado em 2013, no TST, termina agora, em Agosto de 2015. Segundo a Juíza Gláucia (áudio), ela não aplicará sentença coletiva. Sendo obrigação de cada Trabalhador pedir esse direito individualmente na Justiça.Mas a execução de toda sentença tem prazo de dois anos, depois caduca. O assunto é polêmico, mas é melhor não bobear (leia).

 
    Uma vez que a Administração da Estatal, através dos seus Advogados, pode, em sua defesa contra os pedidos de piso salarial digno à Profissão e valores retroativos, à Juízes e Desembargadores, estar dizendo que a Emgepron não ter verba para pagar o passivo; e não ter verba pra adequar o piso em folha de imediato, acho justo que os Trabalhadores busquem o Balanço Patrimonial da Estatal nos últimos anos e levem até seus Advogados.

    Vocês podem acessar esses Balanços na Web, mas o do ano de 2013, vocês só o encontram nesse site do Tribunal de Contas da União TCU (link), conforme informação fornecida pela Chefe de Recursos Humanos da Estatal.

Saiba o que significa um Relatório de Gestão na Administração Pública: Leia.

    Ao acessar o Balanço, leiam à Página 63; vejam que a Administração da Estatal declarou boa liquidez baseada em valor de R$ 98.100.000,00 (noventa e oito milhões e cem mil reais), em caixa, aplicados no Banco do Brasil (BB) e na Caixa Econômica Federal (CEF).: https://contas.tcu.gov.br/econtrole

   Não sou formado em Contabilidade, mas seus Advogado podem ter bons contadores que podem avaliar essas aplicações e discernir se são informações que podem ser levadas diante de Juízes e Desembargadores ou não. A mim, cabe informá-los.



    
    Um outro ponto que quero discutir aqui: 

    Diante dos boatos de corte de pessoal da Emgepron por força de contenção de despesas: O Orçamento previsto para o próximo ano (2016) está aprovado no valor de R$ 60.237.249,28 (sessenta milhões, duzentos e trinta e sete mil, duzentos e quarenta e nove reais e vinte e oito centavos). Em relação ao Orçamento anterior (imagem), houve aumento na casa de R$ 3.774.096,76 (três milhões, setecentos e setenta e quatro mil reais e setenta e seis centavos), reajuste em torno de 3,7%, ou seja, quaisquer demissões de Empregados da Estatal devem ser contestadas na Justiça e se, for preciso, invocar o Ministério Público do Trabalho com novas denúncias e manifestações de protestos em frente ao Órgão fiscalizador da Lei.

  Essas informações devem ser levadas até seus Advogados:



Vocês devem ler também: http://metalurgicosdaemgepron.blogspot.com/2015/07/e-ha-de-se-reduzir-os-gastos-do-amrj.html


Um dia, juntos, nós quase conseguimos: facebook.com/metalurgicosdaemgepron.