Entenda a realidade na Emgepron.

Entenda a realidade na Emgepron.
Observem: Nesse Blog não há intenção de denegrir ninguém. A ideia é tornar pública as injustiças e estimular a luta por justiça. As referências feitas a pessoas são meramente por situações ocasionais e contextuais que ajudam ou, muitas das vezes, dificultam essa tão sonhada justiça, situações típicas de "ligar o milagre ao santo" que o praticou. O Blog se destina a crônicas, opiniões, desabafos e comemorações sobre a vitória dos Trabalhadores sobre a Injustiça.

DOCUMENTO PUBLICADO EM 23 DE AGOSTO DE 2014.

DOCUMENTO PUBLICADO EM 23 DE AGOSTO DE 2014.
DOCUMENTO DO 1° DN À PROCURADORA ISABELA TERZI DO MPT/ADMINISTRAÇÃO DA ESTATAL CONTRATOU O ADVOGADO DE 1 MILHÃO QUINHENTOS E QUARENTA E OITO MIL REAIS PARA ANULAR A SENTENÇA TRANSITADA EM JULGADO.

quarta-feira, 19 de julho de 2017

Julgamento da Ação Civil Pública é Hoje.




    Julgamento da Ação Civil aberto pelo Ministério Público que investiga prevaricação da Estatal da Marinha do Brasil na Contratação de Empregados via Escola Técnica da Marinha do Brasil, ETAM, sem Abrir Concurso de Ampla Concorrência será hoje, às 15h00.

    Abaixo, tela do Site MPT:  Inquérito Civil em que o Procurador Berthier se convenceu da denúncia de Improbidade contra o previsto na Constituição Federal de 1988, art. 37, incisos I, II, III, IV.

Contratação de Empregados Públicos via Escola Técnica da Marinha do Brasil, ETAM, gerou Ação Civil Pública contra Estatal da Marinha do Brasil.


sábado, 24 de junho de 2017

Nilo e Sindicato na Manifestação.

Vídeo da Manifestação na Praça Mauá:






O medo é o pior inimigo dos trabalhadores.

Todas essas postagens sobre essa luta é um pedido pessoal do Nilo.
https://drive.google.com/open?id=0B2-ug3ZgcxVxR0o3SWw4Yy10NVk 

    As críticas ao Nilo são covardes e desleais. As desculpas para deixar dois trabalhadores sozinhos na Manifestação são esfarrapadas e ridículas. Porque as pessoas mentem?
 
    É só dizerem que preferem ficar na comodidade. Agora, dizerem que só vão à luta se o companheiro de frente souber falar o português correto é sacanagem.

    Trabalhei seis anos aí. Lutei lado a lado com Nilo e outros trabalhadores de fibra e nesse Blog, desde 2011, tentando o que se mostrou impossível (pelo menos para mim): ativar a consciência coletiva dos trabalhadores da necessidade de união e de luta.

    Por anos, eu, Nilo, João Carlos e alguns outros íamos ao sindicato, muitas das vezes até três vezes na semana saindo de lá onze horas da noite... É verdade, nadamos e morremos na praia. Mas, a culpa foi dos próprios trabalhadores, não daquela meia dúzias de operários que iam para cima deles, se posicionavam nas escadarias da barbearia, no do Arsenal de Marinha, e nas ruas.

    Conheço o pensamento dos trabalhadores do arsenal, FAJ e LFM. Sem dúvidas vocês sentem medo de serem punidos pela administração-militar arcaica dessa Estatal, não se envolvem nas lutas por direitos por se preocupar com seus empregos e famílias. Mas é exatamente por isso que Nilo tem toda razão por dizer o que diz: ele se sente injustiçado, traído e humilhado quando o chamam de maluco e analfabeto, quando, na verdade, ele é um guerreiro com consciência político-social e sabe que os trabalhadores são roubados financeiramente por causa desse medo que submete, divide, segrega e humilha os que tem coragem e não sentem medo como ele.



 

    Há trabalhadores que falam português bonito aí, estão sempre nas comissões de "negociação" com a administração da estatal e "cipas", esses levantam a bandeira de luta? Pensam neles próprios ou no coletivo?

   Observem bem: Esses posts são um pedido do Nilo, pedido pessoal do Nilo a mim. Não tenho nenhum interesse nos assuntos Emgepron. Eu já escrevia aqui que as ações coletivas eram fracas, que cairiam, que os trabalhadores não deviam confiar em tribunais e juízes corporativistas.

    A administração-militar da Estatal precisa respeitar direitos, a Constituição Federal. 
Uma das coisas que queria fazer, fiz. "Se mantiver os olhos abertos, até o menor dos homens pode se vingar do mais poderoso" (Puzo): A Estatal estará no banco dos réus por ato de improbidade administrativa, ainda esse ano, respondendo Ação Civil Pública movida pelo Ministério Público do Trabalho:

sexta-feira, 23 de junho de 2017

Nilo Sérgio, junto ao Sindicato, articula nova Manifestação em Frente ao 1º Distrito Naval, Praça Mauá.




+     ÁUDIOS QUE AJUDAM ESCLARECER UM FENÔMENO: PORQUE A MARINHA DO BRASIL, ATRAVÉS DA ESTATAL DA MARINHA, MANTEM PROFISSIONAIS METALÚRGICOS EM SEUS QUADROS COM SALÁRIOS MENORES QUE DE UM AJUDANTE.

PORQUÊ?

    Testemunho de um Trabalhador da Estatal:

https://drive.google.com/file/d/0B2-ug3ZgcxVxN011VDBnaWhPMHc/view?usp=sharing .


    Nilo Sérgio responde ao Trabalhador:

https://drive.google.com/file/d/0B2-ug3ZgcxVxdml5UGM0RkxSSVU/view?usp=sharing .

    DESCULPAS ESFARRAPADAS PARA ESCONDER UM MEDO IRRACIONAL.

    O Sindimetal Rio sempre se mostrou uma ferramenta a serviço dos trabalhadores; nunca se negou a apoiar atos organizados pelos trabalhadores da Estatal, isso é, desde que os trabalhadores tivessem a determinação de agir.

    Nesse ATO, foram os Trabalhadores, não o Sindicato, que o realizou. Foram os Trabalhadores unidos.

    Porque não continuamos unidos? Aí entra uma questão funcional interna, coisa da mente humana, não sindical:

    Nilo Sérgio é um homem corajosos. Estou falando de um homem que sabe que é um Profissional Metalúrgico, não um vendedor autônomo ou costureira.

quarta-feira, 21 de junho de 2017

segunda-feira, 19 de junho de 2017

Sindicato e Nilo convocam para ATO na Praça Mauá, dia 22/6, às 16h30.



---


ATO DIA 22 DE JUNHO, ÀS 16h30.
Aos trabalhadores da Estatal e aos que sentem que foram demitidos injustamente,
Nilo Sérgio fala sobre o Ato que ele e o Sindimetal Rio estão organizando para a próxima quarta-feira, dia 22/6.
--

quinta-feira, 1 de junho de 2017

DIA 22/06, NILO E SINDIMETAL RIO CONVOCAM OS TRABALHADORES PARA CONCENTRAÇÃO NA PRAÇA MAUÁ.

NILOS SÉRGIO PEDE APOIO DE COMPANHEIROS NESSE ATO.

Entendam que o apoio do Sindimetal Rio, que dará toda infraestrutura nesse dia com faixas, diretorias e carro de som nessa manifestação está confirmado.


     Vocês deveriam promover a paralisação no dia e horário em que for marcado o ATO na Praça Mauá. Vocês deveriam acreditar mais em vocês, acreditarem na luta contra a injustiça que sofrem, se auto apoiarem, serem um só grupo.

     Seja esse sindicato das calcinhas com nome carinhoso que vocês o chamam agora ou o Sindicato dos metalúrgicos não farão nada pelo pessoal da Emgepron, pois a verdadeira força está com os trabalhadores, a força está na união dos chãos de fábrica. 

     Esses militares da Marinha e servidores civis da Marinha, na FAJ, LFM, Arsenal e outras OM's, são verdadeiros capatazes, eles não sabem lidar com ativismos de trabalhadores por direitos, politizados, que lutam, só sabem administrar os civis que sentem medo: "Os quem têm medo não brigam". 

     É certo que haverá retaliação, muitos serão perseguidos e demitidos mas, se conseguirem colocar o nome Emgepron e Marinha nas ruas e continuarem expondo o "bom" nome desses oficiais e da Estatal, isso pode ser levado ao tribunal como privação do direito de protestar contra a covardia e deslealdade na relação de trabalho dentro de uma Organização Militar. No período que trabalhei com vocês, notei que os Oficiais da Marinha e da Emgepron sentem mais medo da revolta coletiva de vocês do que vocês sentem medo deles (por isso que sempre demitem os ativistas que promovem os movimentos de protestos, greves, paralisações...), fazem isso para que vocês achem que eles possuem poder, para que vocês sintam medo desse falso poder que eles possuem.

     A situação ruim aí dentro sempre foi mérito dos trabalhadores; as demissões em massa sempre foram culpa dos trabalhadores. Fossem por medo de retaliação e perseguição, ou por alguns conspirarem contra a própria luta para se darem bem com a "administração" da Estatal e não serem colocados na "cabrita" pelos Oficiais da Marinha que não toleram ativismo sindical e se apoiam em traidores da causa para desmobilizarem e terem conhecimento prévio dos movimentos mais secretos dos trabalhadores, a culpa sempre foi de vocês.

     Cada trabalhador de luta demitido, perseguido, desde as primeiras demissões em massa nessa Estatal até a última em fevereiro de 2016, sempre foi culpa dos trabalhadores da Estatal que permanecem dentro dela.

     Vocês podem novamente passar longe do Nilo nesse dia como sempre fazem, desmerecer a luta e ferocidade no vocabulário do homem, podem dizer que eles está louco e não comparecerem na Praça Maua, ou podem sair da FAJ, LFM, Arsenal e se juntarem a ele pela causa, no dia ou nos dias que forem necessários à luta contra essa Estatal mais sacana de todos os tempos, ou seja, Emgepron a Estatal vinculada à Marinha do Brasil.

     A escolha sempre será de vocês.

(RESPOSTA A COMENTARISTA EM POSTAGEM ANTERIOR).



sábado, 15 de abril de 2017

"Trabalhadores Unidos Jamais Serão Vencidos".

    Nilo pede para avisar que Agendará com o Sindicato apoio a um ATO na Praça Mauá, em Frente ao 1º Distrito Naval. 

    Lembro-os: "Trabalhadores Unidos Jamais Serão Vencidos".

    20 DE MAIO DE 2014, UM DIA EM QUE A ESTATAL TREMEU.

quinta-feira, 13 de abril de 2017

EVENTO CANCELADO. SEGUNDO NILO, O SINDICATO PEDIU QUE ESSE ATO SEJA REMARCADO PARA MAIO, UMA VEZ QUE HÁ EVENTO FESTIVO NO SINDICATO ESSE MÊS DE ABRIL.

A CRUEL ADMINISTRAÇÃO-MILITAR DA ESTATAL DA MARINHA, EMGEPRON, NÃO É TÃO BLINDADA ASSIM: ELA TOMOU UM BELO "SOCO NA BOCA DO ESTOMAGO".

A ADMINISTRAÇÃO-MILITAR DA ESTATAL ESTÁ SENDO PROCESSADA PELO MINISTÉRIO PÚBLICO POR DESRESPEITO AO ARTIGO 37, CAPUT, INCISOS I e II da CF/88 NA CONTRATAÇÃO DE TÉCNICOS-PROFISSIONAIS DA ESCOLA TÉCNICA DO ARSENAL DE MARINHA (ETAM) SEM CONCURSO PÚBLICO DE AMPLA CONCORRÊNCIA A NÍVEL NACIONAL.

A AUDIÊNCIA, COM A PRESENÇA DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO, COMO ACUSAÇÃO, SERÁ DIA 17 DE MAIO DE 2017

Atenção:
O ATO ABAIXO FOI CANCELADO DEVIDO À FESTIVIDADE NO SINDICATO DOS METALÚRGICOS NESSE MÊS DE ABRIL
NILO SÉRGIO COM APOIO DO SINDICATO DOS METALÚRGICOS PEDE PARA REPASSAR ESSE AVISO ATRAVÉS DESSE CANAL DE COMUNICAÇÃO, EMBORA ELE TENHA DIVULGADO NO GRUPO DE WHATSAPP:



    DESDE QUE ENTREI NESSA ESTATAL DA MARINHA DO BRASIL, EM 2010, NUNCA HAVIA VISTO UM MOMENTO TÃO PROPÍCIO:

http://politica.estadao.com.br/noticias/geral,submarino-alvo-da-lava-jato-atrasa,70001731471

http://politica.estadao.com.br/blogs/fausto-macedo/pena-para-almirante-da-eletronuclear-e-a-maior-da-lava-jato-o-dobro-da-aplicada-a-dirceu/

http://epoca.globo.com/tempo/noticia/2016/05/marinha-abre-sindicancia-para-investigar-propina-da-engevix.html

quarta-feira, 15 de março de 2017

NILO DÁ AVISO.

NILO DÁ AVISO A TRABALHADORES DA ESTATAL.

DE ONTEM, DIA 14,  PARA HOJE, DIA 15, OS OFICIAIS DA MARINHA NA ESTATAL DEMITIRAM  TRABALHADORES.

A articulação é importante, deve-se procurar meios de lutar contra tudo isso e o melhor homem para fazer isso é Nilo Sérgio.



VÍDEO PUBLICADO EM 12 DE MARÇO 2017:

domingo, 12 de março de 2017

Reunião marcada para dia 16/03, às 18h.

CONVOCAÇÃO:

Atenção Trabalhadores e ex-Trabalhadores da Estatal Emgepron,
Reunião marcada para dia 16/03, às 18h.
Nilo Sérgio convoca reunião na Sede do Sindicato dos Metalúrgicos na Rua Ana Néri, 152, Benfica.