Entenda a realidade na Emgepron.

Entenda a realidade na Emgepron.
Observem: Nesse Blog não há intenção de denegrir ninguém. A ideia é tornar pública as injustiças e estimular a luta por justiça. As referências feitas a pessoas são meramente por situações ocasionais e contextuais que ajudam ou, muitas das vezes, dificultam essa tão sonhada justiça, situações típicas de "ligar o milagre ao santo" que o praticou. O Blog se destina a crônicas, opiniões, desabafos e comemorações sobre a vitória dos Trabalhadores sobre a Injustiça.

DOCUMENTO PUBLICADO EM 23 DE AGOSTO DE 2014.

DOCUMENTO PUBLICADO EM 23 DE AGOSTO DE 2014.
DOCUMENTO DO 1° DN À PROCURADORA ISABELA TERZI DO MPT/ADMINISTRAÇÃO DA ESTATAL CONTRATOU O ADVOGADO DE 1 MILHÃO QUINHENTOS E QUARENTA E OITO MIL REAIS PARA ANULAR A SENTENÇA TRANSITADA EM JULGADO.

quinta-feira, 1 de junho de 2017

DIA 22/06, NILO E SINDIMETAL RIO CONVOCAM OS TRABALHADORES PARA CONCENTRAÇÃO NA PRAÇA MAUÁ.

NILOS SÉRGIO PEDE APOIO DE COMPANHEIROS NESSE ATO.

Entendam que o apoio do Sindimetal Rio, que dará toda infraestrutura nesse dia com faixas, diretorias e carro de som nessa manifestação está confirmado.


     Vocês deveriam promover a paralisação no dia e horário em que for marcado o ATO na Praça Mauá. Vocês deveriam acreditar mais em vocês, acreditarem na luta contra a injustiça que sofrem, se auto apoiarem, serem um só grupo.

     Seja esse sindicato das calcinhas com nome carinhoso que vocês o chamam agora ou o Sindicato dos metalúrgicos não farão nada pelo pessoal da Emgepron, pois a verdadeira força está com os trabalhadores, a força está na união dos chãos de fábrica. 

     Esses militares da Marinha e servidores civis da Marinha, na FAJ, LFM, Arsenal e outras OM's, são verdadeiros capatazes, eles não sabem lidar com ativismos de trabalhadores por direitos, politizados, que lutam, só sabem administrar os civis que sentem medo: "Os quem têm medo não brigam". 

     É certo que haverá retaliação, muitos serão perseguidos e demitidos mas, se conseguirem colocar o nome Emgepron e Marinha nas ruas e continuarem expondo o "bom" nome desses oficiais e da Estatal, isso pode ser levado ao tribunal como privação do direito de protestar contra a covardia e deslealdade na relação de trabalho dentro de uma Organização Militar. No período que trabalhei com vocês, notei que os Oficiais da Marinha e da Emgepron sentem mais medo da revolta coletiva de vocês do que vocês sentem medo deles (por isso que sempre demitem os ativistas que promovem os movimentos de protestos, greves, paralisações...), fazem isso para que vocês achem que eles possuem poder, para que vocês sintam medo desse falso poder que eles possuem.

     A situação ruim aí dentro sempre foi mérito dos trabalhadores; as demissões em massa sempre foram culpa dos trabalhadores. Fossem por medo de retaliação e perseguição, ou por alguns conspirarem contra a própria luta para se darem bem com a "administração" da Estatal e não serem colocados na "cabrita" pelos Oficiais da Marinha que não toleram ativismo sindical e se apoiam em traidores da causa para desmobilizarem e terem conhecimento prévio dos movimentos mais secretos dos trabalhadores, a culpa sempre foi de vocês.

     Cada trabalhador de luta demitido, perseguido, desde as primeiras demissões em massa nessa Estatal até a última em fevereiro de 2016, sempre foi culpa dos trabalhadores da Estatal que permanecem dentro dela.

     Vocês podem novamente passar longe do Nilo nesse dia como sempre fazem, desmerecer a luta e ferocidade no vocabulário do homem, podem dizer que eles está louco e não comparecerem na Praça Maua, ou podem sair da FAJ, LFM, Arsenal e se juntarem a ele pela causa, no dia ou nos dias que forem necessários à luta contra essa Estatal mais sacana de todos os tempos, ou seja, Emgepron a Estatal vinculada à Marinha do Brasil.

     A escolha sempre será de vocês.

(RESPOSTA A COMENTARISTA EM POSTAGEM ANTERIOR).



4 comentários:

  1. eu tavo seim credito pra iscreve no feisse i nu uatizap e dismiti essi blogui mitiroso. essi sidicato dois metalurgico ne o nosso nao.o nosso e o sidalti qui ja feis act com almento e ate tiquiti ta. essi seu nilo i essi rapais do blogui num presta.elis so fala mau dos home e nossa empresa.elis que qui us pobresiho num gaiha almento di ipessea,elis que qui us pobresiho bati dia freti com os home.que qui os pobre sege todo madado em bora.

    meus povo ningueim vai na prassa maua.vamo dexa o seu nilo i osidicato sosiho pra raxa acara

    os pessoal vai passa pro cuadro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. FALA ANAL .... VOCÊ TA VIVO AINDA POR AQUI IMUNDICE..PENSEI QUE VOCÊ ESTAVA EM BRASILIA.....O SEU PARCEIRO FALOU QUE VOCÊ SERIA....TRANSFERIDO....MAS PELO VISTO O FEDOR CONTINUA O MESMO

      Excluir
  2. Alexandre acredito eu que os covardes que não participa das passeatas são os mais novos em relação a idade pra pessoas com mais de 50 anos ou 60 anos si forem mandados embora dificilmente arrumaria trabalho e muitos desses ainda ajuda os filhos e netos por isso pra mim os verdadeiros covardes são os jovens que tem pai e mãe pra sustentar e não se importar si la fora chove.

    ResponderExcluir
  3. Soube que a justiça foi feita com uma funcionária da Sede que havia sido demitida. Ela retornou no final de maio ou inicio de j8nho/2017.

    ResponderExcluir

Quando um homem perde a fé em algo, ele perde a motivação de lutar por esse algo.

Devida situação atípica, os Comentários estão abertos.